Mercado Ações e Futuro

Mercado de Ações

 

O Mercado de Ações é um ambiente público e organizado para negociação de alguns títulos mobiliários e imobiliários, como ações, opções de ações, fundos imobiliários, etc. As transações podem ocorrer por intermédio das bolsas de valores, ou nos chamados mercado balcão (mercados em que são comercializados títulos não negociados em bolsas, dentro das normas legais previstas em lei e regulamentos, sem coordenação de entidades privadas de autorregulação).

Nas economias modernas, a grande maioria das operações no mercado acionário ocorrem por intermédio das bolsas de valores. Para investir em ações é necessário que o investidor procure uma corretora para abrir uma conta. É usando o sistema da corretora, também chamado de home-broker, que o investidor tem acesso às ordens de compra e venda dos papéis negociados na Bolsa.

No Brasil, a única bolsa de valores de mercadorias e futuros em operação atualmente é a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão).

O mercado acionário do país é controlado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), autarquia ligada ao Governo Federal, que é responsável por disciplinar, fiscalizar e promover o mercado de valores mobiliários.

É na B3 que são negociadas as ações das maiores companhias brasileiras como por exemplo: Ambev, Banco Itaú, Banco Bradesco, BRF, Telefônica-Vivo, Banco Santander, Cielo, Banco do Brasil, Vale, Petrobrás, etc.

 

As vantagens de investir em Ações

Com a modernidade, as movimentações em renda variável se tornaram mais simples de serem feitas. Além disso, do ponto de vista do retorno, essa forma de investir costuma se destacar dos produtos de renda fixa. Confira na sequência um pouco mais a respeito desses e outros benefícios para quem investe em ações:

  • Acesso ao Home Broker;
  • O investidor se torna sócio de uma grande empresa;
  • Potencial de rentabilidade;
  • Resultado rápidos.

 

Desvantagens ao investir em ações

De maneira geral, as principais desvantagens de investir em ações dizem respeito ao Risco. Embora os riscos existam para qualquer tipo de aplicação, no caso da Bolsa de valores eles precisam ser analisados com maior cuidado, pois podem gerar prejuízos maiores. Saiba mais na sequência:

  • O investidor pode ter dificuldade de vender suas ações;
  • É necessário ter preparo e conhecimento do investidor;
  • Fatores internos e externos que podem influenciar nos preços das ações;
  • Saber identificar ações negociadas das companhias que são realmente rentáveis.

 

Mercado Futuro

 

No Mercado Futuro o investidor negocia compra ou venda de contratos futuros. As negociações ocorrem através de lote mínimo de contratos que você deve negociar, podendo ser por exemplo:

  • Derivativos agrícolas, como: Açúcar, Álcool, Bezerro, Algodão, Boi Gordo, Café, Milho, Soja e Etanol.
  • Derivativos financeiros: Ouro, Índice, Taxa de Câmbio, Taxa de Juros, Título da Dívida Externa.

Quando um investidor compra ou vende um contrato futuro, ele assume uma posição nesse mercado. Esta posição poderá ser “comprado” ou “vendido”, dependendo da estratégia adotada.

Neste mercado o investidor comprado lucra com a alta na cotação do ativo e perde quando há queda no preço. E quando o investidor está vendido, lucra com a queda da cotação do ativo e perde quando há alta no preço.

 

Vantagens de investir no Mercado Futuro B3:

  • Proteger-se contra a volatilidade do mercado;
  • Fixar o preço de compra ou venda de um ativo a ser negociado no futuro;
  • Potencial de lucro com arbitragem;
  • Possibilidade de alavancar seus investimentos;
  • Baixo custo de operações de minicontratos BM&F;
  • Controle diário do nível de exposição ao risco;

 

Desvantagens de investir no Mercado Futuro B3:

  • Oscilação no preço dos ativos;
  • Alteração no Valor da Margem:
  • Ajuste Diário na conta do investidor;

 

O Mercado Futuro é recomendado para quem tem perfil de moderado a agressivo, é indicado para o investidor que não tem medo dos riscos.